CURSO DE APRENDIZAGEM – TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE – PORTO

CURSO DE APRENDIZAGEM – TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE – PORTO

  Formar Jovens para um emprego qualificado. Técnico/a Auxiliar de Saúde – 12º Ano – Certificação Profissional de Nível 4 Estão abertas as pré-inscrições  para o Curso TAS – nível 4. Condições Prévias – Idade entre 16 e 24 anos e ter o 9º Ano de escolaridade. Bolsa e Subsídios – Subsídio de Transporte, almoço, profissionalização, material escolar e alojamento (de acordo com as condições específicas das/os candidatas/os. Aprende uma profissão, enquanto terminas o 12º ano! Contacta: ATLAS – Cooperativa Cultural Telm.: 939 842 172 E-mail: atlascoop.braga.comunicacao@gmail.com www.atlascoop.net...
Secretário de Estado do Desporto e Juventude apresenta Roteiro de Informação sobre o Erasmus+

Secretário de Estado do Desporto e Juventude apresenta Roteiro de Informação sobre o Erasmus+

O evento decorrerá na Casa da Juventude de Vila Nova de Famalicão, já na próxima quinta-feira, 10. “Juventude, participação e futuro” será o tema a discutir no encontro Este ano, Vila Nova de Famalicão será palco do evento promovido pela Casa da Juventude, destinado a jovens, líderes associativos e animadores de juventude. Transmitir conhecimentos sobre o programa de mobilidade europeu e a forma de submissão de candidaturas a financiamento de projetos sobre intercâmbio de jovens são os objetivos principais da organização, que, segundo nota de imprensa enviada aos órgãos de comunicação social, dará a conhecer o programa e “as ofertas para as áreas da Juventude e Desporto, para 2014-2020”. O Roteiro de apresentação terá lugar durante os dias 14 a 18 de setembro e passará por cinco cidades portuguesas: Viana do Castelo, Aveiro, Setúbal, Beja e Vila Real de Santo António.   Finda a abertura, que este ano contará com a presença do Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro, os participantes poderão participar no Workshop “Juventude, participação e futuro: e agora?”, com encerramento previsto para as 12 horas.   O Roteiro Nacional de Informação conta com a organização da Agência Erasmus+ Juventude em Ação e do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P.  ...

Atlas continua a dinamizar Rede de Apoio a Refugiados em Braga

A rede conta com o apoio institucional de diversos organismos públicos e privados. Estrangeiros que solicitem, em Portugal, o estatuto de Refugiado são prioridade de intervenção da RAR   A Rede de Apoio a Refugiados (RAR) tem intervindo em processos de acompanhamento a estrangeiros que gozem do estatuto de refugiados, em Portugal. Estes migrantes fazem parte de um grupo de pessoas que se veem forçadas a sair do seu país pela existência de conflitos armados. Nesse sentido, Portugal já assumiu compromissos internacionais para acolher parte das pessoas que reúnam condições para solicitar o estatuto de refugiado.   A RAR participará nessa iniciativa humanitária e social, prestando apoio informativo, orientação e acompanhamento a cidadãos. Já a partir de setembro, e até dezembro, segundo nota de imprensa da autoria do presidente da Atlas Cooperativa Cultural, a RAR levará a cabo uma “campanha de sensibilização da Opinião Pública para a situação dos refugiados”, procederá ao recrutamento de “voluntários sociais para o acompanhamento de processos de integração de Refugiados em Portugal” e estabelecerá contactos institucionais para “assegurar condições dignas de acolhimento de Refugiados, no distrito de Braga”.     Neste momento, a RAR está a apoiar um casal com cinco filhos, proveniente da República do Togo, facilitando os contactos com a Segurança Social de Vila Real para assegurar o seu alojamento condigno. Paralelamente, diz-nos Manuel Solla, contactos formais estão a ser ultimados em Pevidém, Guimarães, para a instalação de um Posto Informativo da RAR na Junta dessa...
Cursos da Atlas: um veículo para chegar ao sucesso

Cursos da Atlas: um veículo para chegar ao sucesso

Silvana Pereira, Marta Mourão e Juliana Barbosa são três exemplos de sucesso. Frequentaram o curso de Técnico de Auxiliar de Saúde, ministrado pela Atlas Cooperativa Cultural, no Lar de Aprendizagem. Queriam apenas terminar o ensino secundário mas, antes de concluída a formação profissional, conseguiram um contrato de trabalho           Silvana, Marta e Juliana, chamemo-las assim, são simpáticas jovens que conseguiram alcançar o tão esperado e desejado sucesso profissional. São três mulheres do Norte – Silvana de Ermesinde, Marta de Vila Nova de Gaia e Juliana da Maia – e, para além das origens, há ainda algo mais que as liga – há três anos, elas queriam apenas completar o 12.º ano da escolaridade obrigatória e ter um emprego que as ocupasse.   Tomaram o primeiro contacto com o curso de aprendizagem de Técnico Auxiliar de Saúde através de amigos ou do jornal. Juliana foi um desses casos. Crê ter visto o anúncio no Jornal de Notícias, como divertidamente recorda, e decidiu inscrever-se, “porque seria uma mais valia” para si, diz ela. Foi esse o pensamento que levou Juliana a ingressar no curso ministrado pela Atlas Cooperativa Cultural em conjunto com o Centro de Formação Profissional da Atlas, na Rua do Bonjardim, no centro da cidade invicta.   Apesar das diferentes origens e dos distintos percursos profissionais que depois seguiram, as três têm a certeza de algo semelhante: o curso deu-lhes conhecimentos que doutra forma não conseguiriam absorver e permitiu-lhes o acesso ao mundo laboral. Silvana diz que o curso é o que “mais emprego oferece” e Marta julga que a formação da Atlas “é uma...