Atlas Cooperativa Cultural prepara-se para lançar curso de português para estrangeiros

Entre outubro deste ano e abril de 2016, poderá inscrever-se no curso de Português para Estrangeiros, ministrado pela delegação de Braga da Atlas     O mês de outubro arrancará com um novo curso de Português para Estrangeiros, que será ministrado na Atlas/Braga, até ao dia 6 de abril de 2016. A iniciativa é dirigida a imigrantes e trabalhadores estrangeiros que pretendam uma melhor integração na sociedade portuguesa. Os interessados terão de efetuar a inscrição junto dos serviços Administrativos da Atlas Cooperativa Cultural de Braga, utilizando os contactos abaixo indicados, e submeter-se à realização de exame de nível A2 para obterem, junto do SEF, o título de Residência e, junto do Ministério da Justiça, a nacionalidade Portuguesa. As inscrições terão lugar entre os dias 1 de setembro e 2 de outubro. Para mais informações, poderá contactar:   Atlas – Cooperativa Cultural, C.R.L. Rua Santa Margarida, nº 2 A – 3.º andar – Sala 1 4710-306, Braga   253 273 165 / 938 787 420 /...
Presidentes da República de Portugal e Senegal encontram-se em Lisboa

Presidentes da República de Portugal e Senegal encontram-se em Lisboa

A visita de Macky Sall a Aníbal Cavaco Silva prolongar-se-á até dia 9 de setembro   Macky Sall, Presidente da República do Senegal, está já em Portugal para um encontro com Aníbal Cavaco Silva. O início oficial da visita, que acontecerá apenas amanhã, irá ser marcado pela “deposição de uma coroa de flores no túmulo Luís Vaz de Camões, no Mosteiro dos Jerónimos”, como se pode ler no sítio oficial da internet da Presidência da República.     No mesmo dia, a Presidente da Assembleia da República e o Primeiro-Ministro portugueses e o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa marcarão encontro com Macky...
Maria Barroso: 90 anos de histórias para contar

Maria Barroso: 90 anos de histórias para contar

Maria de Jesus Barroso Soares faleceu ontem, pelas 5h da madrugada, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa. A mulher de todos os ofícios, desde a representação à política, esteve internada, em estado crítico, desde o final do mês de junho Maria Barroso faleceu com 90 anos. Fotografia: sulinformação.pt     Maria Barroso faleceu ontem, na sequência de uma queda aparatosa em sua casa. Depois de longos dias em que permaneceu em coma, num quadro clínico considerado muito grave, a fundadora do Partido Socialista (PS) deixou-nos, com as lembranças de todos os seus sucessos pessoais e profissionais e as conquistas que alcançou em toda a sua vida.   Atriz, declamadora de poesia, professora no Colégio Moderno de Lisboa, ativista política, militante do PS, Primeira-dama e uma das principais caras da luta contra o fascismo – foram alguns dos papéis que Maria Barroso desempenhou no palco da sua vida. Em declarações à imprensa, Jorge Sampaio, Presidente da República Portuguesa entre 1996 e 2006, afirma mesmo que o falecimento de Maria Barroso constitui “uma perda irreparável”. “[Maria Barroso] teve uma vida cheia, ativa até ao último momento, o que a torna numa figura brilhante da sociedade portuguesa”, recorda assim Jorge Sampaio aquela que considera ser “uma figura tão brilhante e notável” no nosso país.   A Atlas Cooperativa Cultural não poderia deixar passar em branco o falecimento da eterna esposa de Mário Soares, com quem já mantinha o matrimónio há quase sete décadas. Poucos meses após a sua fundação, a Atlas idealizou o projeto da Rede de Apoio ao Refugiado e dirigiu uma iniciativa de solidariedade com os povos da Guiné-Bissau,...
Sucesso no encontro Cooperativo em Abrantes: VerdePerto pensa já em organizar outros eventos num futuro próximo

Sucesso no encontro Cooperativo em Abrantes: VerdePerto pensa já em organizar outros eventos num futuro próximo

Foi nos dias 3, 4 e 5 de julho que decorreu um Encontro Cooperativo, no Castelo de Abrantes. A música este sempre presente e o espírito cooperativista também O evento decorreu no Castelo de Abrantes   A VerdePerto é ainda uma cooperativa bastante recente – a sua fundação remonta apenas a novembro de 2014 –, mas isso não impediu que o Encontro Cooperativo de 2015, inserido nas comemorações do Dia Internacional das Cooperativas, tivesse sido um sucesso. O início do evento foi marcado pela leitura da Declaração da ACI para o ano de 2015, pela voz de Teresa Almada, que também fez parte da organização do certame. A Atlas Cooperativa Cultural entrevistou a organização do evento, constituída pela própria Teresa Almada e por André Freire. Para eles, o Encontro Cooperativo foi da maior importância, por ter permitido “unir um conjunto de entidades que têm uma intervenção direta junto das cooperativas, como a fundação Montepio e o ISCTE”, e, nesse sentido, ter dado a “conhecer as cooperativas, o tipo de parcerias que podem ser estabelecidas, as experiências de cada organização e as suas missões”. A André, o Encontro deu a conhecer uma nova realidade: “De alguma forma, fiquei impressionado com as cooperativas que existem em Portugal. Muitas delas consistem em projetos que não têm muita visibilidade, ligados à sustentabilidade e à inovação, e que são constituídos por uma camada de população mais jovem. Neste encontro, tentámos também dar visibilidade a estes projetos”, sublinhado que as cooperativas formadas num raio temporal de cinco a dez anos em nada têm que ver com as fundadas há vinte. “Tentámos promover o debate cooperativo”,...
Atlas promove novo curso de formação multimodular de Nível 4 de Técnico Auxiliar de Saúde, em Braga

Atlas promove novo curso de formação multimodular de Nível 4 de Técnico Auxiliar de Saúde, em Braga

As inscrições para o novo curso oferecido pela Atlas já começaram. Desta vez, a Cooperativa propõe uma formação que aposta numa forte componente prática, aliada aos necessários conhecimentos teóricos, e que promete uma alta taxa de empregabilidade   Com uma carga total de 325 horas, a Atlas Cooperativa Cultural assegura a formação multimodular de Nível 4 especializada em Técnico Auxiliar de Saúde. Desta vez, o curso será ministrado pela equipa de Braga, para satisfazer as necessidades da população do distrito minhoto.   Andreia Torres, de 33 anos, já garantiu a sua inscrição no curso da Atlas. “Pretendo mudar de emprego e de área de atividade, portanto decidi apostar nesta formação”. A lojista admite ter escolhido a Atlas para valorizar o seu currículo profissional por ministrar o curso em horário pós-laboral, que lhe permite “conciliar com o emprego atual”. Trabalhar num Hospital será a sua “primeira prioridade”, mas não descarta propostas de empregos vindas de lares de idosos.   Já Isidora Sampa, natural da Guiné, decidiu ingressar na formação em Técnica Auxiliar de Saúde por outros motivos. “Sou emigrante, tirei o curso da Santa Casa na Guiné e cá não consigo arranjar um emprego”. Deposita na Atlas a esperança de ter um futuro melhor e garante que vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para alcançar a colocação laboral que tanto anseia: “quero aprender tudo o que ensinarem no curso”, diz Isidora sem hesitações. “Trabalhei sete anos num Hospital da Guiné, quero voltar a trabalhar nessa área”.   O curso funcionará em horário pós-laboral e prevê a aquisição de saberes nos mais diversos domínios: através de uma formação...